Natureza e História na Região Centro

download

Recentemente, o jornal norte-americano “Huffington Post” deu destaque à combinação entre a História e a Natureza que os turistas podem encontrar na região Centro de Portugal, focando-se na cidade de Coimbra. O artigo referia-se à alegada inspiração que J. K. Rowling teria recebido da Universidade de Coimbra, dos trajes académicos e da Biblioteca Joanina para criar Hogwarths e os cenários de “Harry Potter”. As sugestões dadas aos leitores do “Huffignton Post” são igualmente válidas para os turistas portugueses que não conhecem assim tão bem a “cidade dos estudantes”.

Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

O Mosteiro sofreu dudownloadrante séculos com as cheias do Mondego; as obras de reabilitação não o livraram de voltar a receber a visita das águas do rio, quando há cheias. Entre o valor patrimonial e histórico, os adeptos de futebol encontram uma curiosidade: a semelhança entre o brasão de armas existente no mosteiro e o símbolo do
FC Barcelona. O brasão mistura as armas de Portugal com as de Aragão, de onde a rainha Santa Isabel era natural; as armas de Aragão estão igualmente presentes no brasão do clube da “Cidade Condal”.

Quinta das Lágrimas

À saída de Coimbra, com vista para o Mondego e a cidade, a Quinta das Lágrimas evoca os amores do príncipe D. Pedro I e de D. Inês de Castro, que neste local foi assassinada às ordens do rei D. Afonso IV, por temer que o relacionamento do filho com uma aia castelhana colocasse em perigo a independência do reino. A Quinta é hoje um hotel de 4 estrelas.

Parque Verde do Mondego

O Parque Verde é uma moderna infraestrutura, que permitiu aos conimbricenses voltar a criar um relacionamento com o seu rio, muito à imagem do que Lisboa vem tentando fazer, primeiro com o Parque das Nações e depois com obras noutros pontos da cidade. Contudo, no Parque Verde não existe urbanização, mas apenas o usufruir da natureza, do desporto e das esplanadas em frente ao rio.